domingo, 27 de julho de 2014

eu te vi
te despi
te comi
com olhar.

eu te vi
te chamei
te tirei
pra dançar.

eu te vi
te ouvi
te contei
sobre amar.

bem-te-vi
nós nos vimos
nos ouvimos
nos falamos
e amamos.

só não te vejo
num poema infinito
porque me disseram
que tudo
mesmo que lindo
é findo

feito poesia
que vê
sente
e morre
no último verso

mas eu te peço,
me veja numa prosa
porque com ti
aprendi
que ver
e sentir
basta
pra ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário