terça-feira, 18 de junho de 2013

Sobre ontem, sobre muita coisa.

 -porque foi grande-
 
 
 
Foi lindo. Lindo mesmo. Ver o sangue que pulsava em todos aqueles corpos juntos. Que vibravam vozes, da onde emergia uma energia que eu não sentia faz anos em nenhum outro ato. Pois é Brasil, tomou a dimensão que tomou, por nós. Fomos nós que fizemos tudo aquilo. E justamente pelo fato de que fomos nós, fico me perguntando qual é a coerência de pessoas que defendem o não levantamento de bandeiras de partidos no ato e chega...m a depredar, a arrancar bandeira da mão do militante. E não tô dizendo isso da boca pra fora, porque eu vi do meu lado gente arrancando bandeira do PSTU da mão do que segurava e esbravejando "sem partido, sem partido". Cara, pra começo de história vou deixar claro que não sou filiada a partido nenhum, mas sinceramente, como um companheiro disse "Manifestação não é um mero passeio na rua, é sim um momento de nos educarmos politicamente.'' Portanto, eu esperava que no minimo as pessoas tomassem consciência de que sim se o partido é favor da luta, ele vai estar nas ruas, ele vai levantar a bandeira em prol daquilo. Seja o PSTU, o PSOL ou qualquer outro que estivesse lá. Estranho seria companheiros, ter uma bandeira do PSDB no meio daquela energia linda que conseguimos criar. Agradeceria se os que se dizem apartidários e depredam bandeiras alheias fossem no mínimo pesquisar a respeito do histórico do partido e tivesse a noção de que a rua não é sua, e usando até o que vocês mesmo dizem: A RUA É DO POVO SIM. E TEM POVO que se expressa por partido.

Partindo pra outro ponto, sinceramente, eu não ia cantar o hino nacional e glorificar um Estado que reprimiu de forma grotesca os atos anteriores e que age de forma truculenta com a população desde de sempre. Ou não é por isso que estamos as ruas? Sim, a pauta é aumento da tarifa. Mas sinceramente, vejo que o ato só tomou as dimensões que tomou porque tá todo mundo cansado, foi o estopim pra que as pessoas saíssem às ruas. Num mundo de exploração, muita causa é causa, companheiros.
E lembrem-se, agora a causa é a tarifa , mas ainda temos muita muita luta pela frente!

E por fim, queria agradecer a TODOS que estavam lá, aos companheiros do Juntos! (coletivo que faço parte) e um adendo especial a Sofia e Ellen que num momento (depois de andar quilômetros a pé) eu passei muito mal, quase desmaiei, e elas juntamente com muitas mãos que eu não consigo lembrar quais eram, Sâmia Bonfim, Gabriel Caetano foram as poucas que eu lembro, pois afinal, eu tava vendo tudo embaçado, rs, quero agradecer, mesmo, por me ajudarem. E algo que me emocionou muito foi uma moça que estava ali por perto, viu que eu estava passando mal e ofereceu o apartamento dela pra eu ficar um tempo, sim, ela abriu as portas pra alguém que nunca tinha visto na vida. E são essas coisas, esses detalhes, que me dão força pra seguir. Agradeço também pela agitação de Claudio Ramalho, Mariana Ortiz, Cindy e galerinha que tava ali tornando nossos momentos de cansaços extremos muito mais alegres!!! E a minha querida Ana que tava do Rio de Janeiro se comunicando por sms comigo!
É bom frisar também o meu NÃO agradecimento a uma mídia manipuladora e golpista, que a dias atrás estava resumindo o ato a "um bando de baderneiros" e a agora , quando não havia mais forma de esconder, começou a mudar seu discurso. Meu NÃO agradecimento também aqueles que quando a mídia estava cuspindo seu discursinho contra o ato estavam também contra nós, e que agora magicamente vieram dizer: ''oh, mas até que a causa é justa". Puta merda. Parem de ser manipulados por uma rede globo e abram um pouquinho a mente de vocês.

É minha gente, parece que o povo tá acordando.
Obrigada, a todos que começaram a sair da cegueira diária que vivemos.
Que estejamos juntos. E que não paremos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário