segunda-feira, 22 de agosto de 2011

(...) aurora















A aurora do dia, é exatamente isso que vejo agora.
Pedaços entrelaçados de sons, cores, vidas.
É como se dentro de um andaime tivesse vários transeuntes, cada qual com seu objetivo. E o meu? Qual é meu objetivo?
O sol encobre minha face e ilumina ligeiramente parte dos meus fios de cabelo emaranhados, e procuro no ápice dessa luz uma resposta , um procura ou até mesmo um achado. É, acho que achei.


[um fragmento de pensamento]

Nenhum comentário:

Postar um comentário